Pensamento do mês

Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.
Augusto Cury

quinta-feira, 14 de junho de 2018

O TRIDIMENSIONAL NA COLEÇÃO MARCOS AMARO

        Um panorama abrangente da arte brasileira, com trabalhos dos mais importantes artistas nacionais. Com esse mote, a Fundação Marcos Amaro inaugura a exposição permanente O tridimensional na coleção Marcos Amaro: frente, fundo, em cima, embaixo, lados. Volume, forma e cor, em sua sede, na Fábrica de Arte Marcos Amaro (FAMA), em Itu, a partir de 23 de junho. 
Com curadoria de Ricardo Resende, a mostra traz um recorte do acervo do colecionador, artista e empresário que dá nome à instituição. A exposição reúne cerca de 50 trabalhos entre pinturas, esculturas, relevos e instalações. São criações de artistas de gerações e influências distintas, do Barroco à contemporaneidade, passando ainda pelos modernistas. O recorte de caráter permanente marca a inauguração da Sala Almeida Júnior , espaço expositivo da FAMA que homenageia o ituano José Ferraz de Almeida Júnior, artista plástico brasileiro que viveu entre 1850 e 1899. O pintor é reconhecido pela crítica como o primeiro a incluir a figura do homem comum do povo brasileiro às artes plásticas, figurando seus costumes e cores e adotando a luminosidade regional em suas telas, ainda que dentro de uma técnica academicista. 
A mostra se expande para além dos limites deste espaço. Os jardins da fábrica serão tomados por esculturas monumentais dos artistas Caciporé Torres, Emanoel Araújo, Gilberto Salvador, José Resende, José Spaniol, Marcos Amaro, Mário Cravo, Mestre Didi e Sérgio Romagnolo. 
Sobre a FMA 
A Fundação Marcos Amaro é uma organização cultural privada sem fins lucrativos, que tem como objetivos incentivar a criação artística contemporânea, investigar criticamente e documentar os caminhos da arte, e, ainda, possibilitar ao público o acesso ao acervo do colecionador e artista Marcos Amaro. 
Entre as iniciativas que promove, estão um criterioso programa de exposições, um edital anual de apoio a artistas, uma premiação anual de destaque para melhor produção criativa, o estímulo contínuo à pesquisa acadêmica, além da promoção de debates e projetos especiais em espaços públicos.  

Serviço:

Exposição Permanente da Fundação Marcos Amaro
Endereço: Rua Padre Bartolomeu Tadei, 9, Itu – SP
Abertura: 23 de junho, às 11h
Visitação: de terça a sexta-feira , das 10h às 17h

Entrada gratuita

Nenhum comentário:

Postar um comentário